Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

educação diferente

Projecto da responsabilidade da apie - Associação Portuguesa de Investigação Educacional - Educação Especial e Deficiência.

educação diferente

Projecto da responsabilidade da apie - Associação Portuguesa de Investigação Educacional - Educação Especial e Deficiência.

Expressão Corporal

“Combinação do movimento com a música”

 

 

As crianças/jovens com Necessidades Educativas Especiais (assim como toda a população de uma forma geral) deveriam efectuar uma abordagem ao nível das Actividades Rítmicas Expressivas (danças), de forma a contribuir para um desenvolvimento físico e mental mais harmonioso (trabalhando a atenção, coordenação, imaginação, comunicação, conhecimento do corpo, etc.).

 

A Expressão Corporal desempenha um papel de extrema importância junto dos alunos que apresentem problemas afectivos, cognitivos e físicos.

 

Nesta actividade, os alunos são encorajados a realizar movimentos com o seu corpo, utilizando uma linguagem corporal muito própria. Esta permite a realização de uma grande diversidade de exercícios como: equilíbrios, saltos, posturas, passos, voltas, etc. Aperfeiçoando técnicas corporais básicas, como: saltar, puxar, correr, rolar, trepar, parar, etc.

 

A esta possibilidade de realizar um amplo número de movimentos, junta-se a capacidade de expressão do corpo. Ou seja, através dos exercícios o aluno pode comunicar (expressando as suas emoções e sentimentos).

 

Para além disto, através dos sons (efectuados com ritmos vocais, batimentos de mãos, etc.) e da música (como suporte da Expressão Corporal) a criança/jovem pode utilizar o corpo para representar ideias e personagens.

 

A Expressão Corporal (Dança ou Actividades Rítmicas Expressivas) pode apresentar nos alunos com Necessidades Educativas Especiais resultados bastante positivos, quer ao nível do domínio motor, cognitivo e sócio-afectivo.

 

Por exemplo:

 

-Nas crianças ou jovens com autismo, pode auxiliar a elevar o seu nível físico e emocional, através de um melhoramento do seu controle motor e expressivo do corpo;

 

-Em crianças ou jovens com paralisia cerebral pode ajudar no desenvolvimento da força, da coordenação, entre outros;

 

-Nos alunos mais inibidos pode apoiar no aumento da sua auto-estima (assim como na integração no grupo).

 

A Expressão Corporal deve ser trabalhada em grupo, através da realização de exercícios de carácter individual, a pares, três a três e pequenos grupos, tendo em atenção as capacidades dos alunos e as suas “limitações”.

 

De uma forma geral a Dança e todas as Actividades Rítmicas Expressivas tem por objectivo combinar deslocamentos, movimentos não locomotores e equilíbrios adequados à expressão de temas e motivos combinados, de acordo com a estrutura rítmica e melodia das composições musicais.

 

É de salientar, que para além de contribuir para uma elevação geral das capacidades e habilidades motoras do aluno, auxilia o seu a desenvolver a cooperação, auto-estima, etc.

 

A música aliada ao movimento desempenha um papel fundamental ao nível do equilíbrio e desenvolvimento do ser humano, contribuindo para o seu bem-estar.

 

Desta forma, podemos concluir que a Expressão Corporal é uma actividade que devido às suas características, pode ser praticada com poucos recursos e em qualquer local (ao ar livre ou em recinto fechado). Esta acção, que combina exercícios de carácter gímnico com a música funciona na maioria das crianças e jovens como um factor motivante para a prática desportiva.

 

Autoria: Prof. António Araújo

Data: 2004

 

 

 

 

2 comentários

comentar artigo